Fernando Calhau

Fernando Calhau Lisboa 1948 -2001 Lisboa

 

  Fernando Calhau
  Créditos fotográficos / Photographic credits:
Julião Sarmento

Iniciou muito cedo o seu percurso artístico realizando a primeira exposição individual aos 20 anos. Completou os estudos na Slade School em Londres, na área de gravura, que nunca deixou de marcar o seu trabalho em termos formais e conceptuais, remetendo para duas características decisivas da sua obra: a recorrência serial e a inclinação monocromática. A síntese entre o minimalismo e o conceptualismo está patente logo nas primeiras obras, no seu rigor monocromático e depuração formal. O vazio ou, antes, o seu enquadramento é o tema recorrente da obra do autor: desde as polaróides tiradas na praia onde desenha a caneta um quadrado imaginário que segue o seu próprio gesto, retratado como se fosse possível desenhar em pleno ar uma moldura para o horizonte até aos "monocromos", obsessivamente repetidos. Igualmente preocupado com a herança conceptual encontramos ainda na obra de Calhau uma continuada referência à linguagem e à problematização da enunciação. Em todos esses dispositivos procurou o "suporte", ou seja, a forma implícita que possibilita e provoca a forma explícita. O seu percurso é variado no plano disciplinar, abordando práticas como o vídeo, o desenho ou o filme super 8, processos e materiais característicos das práticas conceptuais e pós-conceptuais - a fotografia ou a combinação texto-imagem, que explicita uma preocupação analítica com a decomposição da própria obra nos seus componentes. Ainda na década de 70 inicia a série Night Works em que utiliza o néon e o ferro como suporte. Transpirando o calor lunar da grafite ou do néon e a ressonância silenciosa de palavras como "dark", "blue", "endless" ou "timeless", Fernando Calhau exprime um despojamento romântico aliado a uma subtil sensualidade. Uma disposição monacal preside ao seu trabalho, que, não sendo isento de humor, se afirma, no entanto, antes de mais, pela concentração, disciplina e detalhe.

 

 

Ficha Técnica | Credits