1942
Cronologia
Factos
Personalidades
Adaptações
Mudos
Longas
Curtas
Documentarismo
Audiovisual
Edições DVD
Página inicial

23 DE JANEIRO – No Eden, pela SPAC, estreia O PÁTIO DAS CANTIGAS (1941) de Francisco Ribeiro/Ribeirinho, em produção de António Lopes Ribeiro.

17 DE JANEIRO – Carlos Tudela realizou e apresenta O ALEIJADO, que também produziu, na Sociedade de Recreio Ajudense.

23 DE JANEIRO – No Eden, pela SPAC, estreia O PÁTIO DAS CANTIGAS (1941) de Francisco Ribeiro/Ribeirinho, em produção de António Lopes Ribeiro.

7 DE FEVEREIRO – Fernando Carneiro Mendes realizou, produziu e apresenta, no Salão Nacional de Belas-Artes/SNABA, O CORTEJO DO MUNDO PORTUGUÊS (1940).

10 DE FEVEREIRO – Nasce CÉSAR POLÓNIO; realizador, desde “Faire Quelque Chose” (1967).

23 DE FEVEREIRO – Sonoro Filme estreia, no Tivoli, LOBOS DA SERRA de Jorge Brum do Canto, para Tobis Portuguesa; em complemento, CIMENTO E FERRO de F. Leça.

14 DE ABRIL – Sonoro Filme estreia, no São Luiz, NADA DE NOVO NO ALCÁZAR/SIN NOVEDAD EN EL ALCAZAR/L'ASSEDIO DELL'ALCAZAR (1939) de Augusto Genina, para Bussoli & Ici (Itália/Espanha); alusões ao Rádio Clube Português, durante a insurreição franquista.

25 DE ABRIL – Em Vagos, nasce MANUEL FREIRE; compositor e intérprete musical desde “Pedro Só” (1970 - Alfredo Tropa).

8 DE MAIO – Sonoro Filme estreia, no Eden, UMA MULHER INTERNACIONAL/INTERNATIONAL LADY (1941) de Tim Whelan, para United Artists; ambientado em Portugal.

24 DE MAIO – Secção Cinematográfica do Exército/SCE filma PUPILOS DO EXÉRCITO.

25 DE MAIO – No Porto, nasce JOSÉ MÁRIO BRANCO; compositor desde “A Confederação” (1977 - Luís Galvão Teles), actor desde “Ninguém Duas Vezes” (1984 - Jorge Silva Melo).

1 DE JUNHO – Lisboa Filme produziu, e estreia no Ginásio, ALDEIA OLÍMPICA DA MOCIDADE PORTUGUESA NA QUINTA DOS ULMEIROS.

18 DE AGOSTO – Em Lisboa, nasce LAURO ANTÓNIO; crítico de cinema, realizador desde “Manhã Submersa” (1980).

28 DE AGOSTO – Metro-Goldwin-Mayer/MGM produziu, e estreia no São Luiz, O MILAGRE DE SÃO FRANCISCO/TORTILLA FLAT de Victor Fleming; sobre romance de John Steinbeck, entre a colónia de pescadores no Norte da Califórnia (EUA).

15 DE SETEMBRO – Sonoro Filme estreia, no São Luiz, ALA-ARRIBA! de Leitão de Barros, para Tobis Portuguesa, Taça Biennali na Bienal de Veneza; em complemento, pelo mesmo realizador e produtora, A PÓVOA DE VARZIM.

30 DE SETEMBRO – Em Lisboa, nasce MORAIS E CASTRO; actor, desde “Pássaros de Asas Cortadas” (1963 - Artur Ramos).

3 DE OUTUBRO – Em Ponta Delgada/Açores, nasce IVONE DE MOURA; actriz, desde “Retalhos da Vida dum Médico” (1962 - Jorge Brum do Canto).

21 DE OUTUBRO – É fundada a CINELÂNDIA, empresa de produção e distribuição, iniciativa de Agostinho Fernandes; projecto Nº 1: “Sonho de Amor” (1945) de Carlos Porfírio.

22 DE OUTUBRO – Em Tomar, nasce JOÃO MOTA; actor, desde “Raça” (1961 - Augusto Fraga).

31 DE OUTUBRO – Sociedade de Recreio Ajudense exibe O PUGILISTA MASCARADO de Carlos Tudela.

5 DE NOVEMBRO – Em Lisboa, nasce CARLOS FERREIRO; actor, desde “Uma Abelha na Chuva” (1971 - Fernando Lopes).

7 DE NOVEMBRO – Em Barbacena/Elvas, nasce PEDRO EFE; actor, desde “O Cerco” (1969 - António da Cunha Telles); sócio-fundador da Cinequanon (1974) e da Acetato (1987).

23 DE NOVEMBRO – Em Vila Robert Williams/Angola, nasce JASMIM DE MATOS; figurante, desde “Ampliação/Blow-Up” (1967 - Michelangelo Antonioni); cenografista e figurinista, desde “Os Demónios de Alcácer-Kibir” (1975 - José Fonseca e Costa), faleceu em 1994.

18 DE DEZEMBRO – Em Amarante, nasce ANTÓNIO FARIA; realizador de longas metragens, desde “Índia” (1972). Lisboa Filme estreia, no Eden, ANIKI-BOBÓ de Manoel de Oliveira, para António Lopes Ribeiro; em complemento, A VIDA DO LINHO de Adolfo Coelho, para Direcção-Geral dos Serviços Agrícolas.


© Instituto Camões, 2003-2007