Para escutar um excerto de uma das faixas do disco
 

Fado curvo - Mariza

1. O silêncio da guitarra
2. Cavaleiro Monge
3. Feira de Castro
4. Vielas de Alfama
5. Retrato
6. Fado curvo
7. Menino do Bairro Negro
8. Caravelas
9. Entre o rio e a razão
10. O deserto
11. Primavera
12. Anéis do meu cabelo

A apresentação deste CD é possível devido ao acordo estabelecido entre a EMI - Valentim de Carvalho e o Instituto Camões.


FADO CURVO

O segundo CD de MARIZA, de título “Fado Curvo”, tem edição mundial na Primavera de 2003. Em Portugal, tem lançamento pela Virgin/EMI-VC no dia 28 de Março.


MARIZA pesquisou na Poesia portuguesa. Propôs ao seu especial compositor Tiago Machado (“Ó gente da minha terra”, “Fado em Mim” hit single) poemas de António Botto, Eugénio de Andrade e Florbela Espanca. Uma vez mais, Tiago Machado participa nalgumas faixas, ao piano.


Mário Pacheco, acompanhante e compositor da diva Amália Rodrigues contribuiu com uma espantosa música para um poema de Fernando Pessoa (Cavalo de Sombra, Cavaleiro Monge), que constitui o hit single do CD, sob o título “Cavaleiro Monge”.

 

MARIZA também escolheu uma letra de José Luís Gordo para a base tradicional Zé Negro, que resultou no tema “O Silêncio da Guitarra”, e Rui Veloso aceitou o desafio de compor para um disco de fado, com um resultado notável e bem-humorado: “Feira de Castro”. “Entre o Rio e a Razão”, de tema urbano e actual tem letra de Gil do Carmo e música de Fernando Araújo.

 

Recuperou um tema de José Afonso, na tradição da Balada de Coimbra, “Menino do Bairro Negro”, bem como “Vielas de Alfama” de Max, e “Primavera”, de David Mourão Ferreira e Pedro Rodrigues.

 

Fado Curvo” tem produção de Carlos Maria Trindade, profissional da música há cerca de 30 anos, que como músico e compositor integrou grupos como O Corpo Diplomático e Heróis do Mar , com edição própria a solo e a assinar produções discográficas há 20 anos.  Desde 1994 integra o grupo Madredeus como músico e compositor. Carlos Maria Trindade tem dois temas inéditos neste CD, “O Deserto”, onde também participa ao piano, e “Fado Curvo”, tendo sido retirado deste último o título genérico.

 

Ao todo, são 12 os temas que integram “Fado Curvo”, nove dos quais inéditos, gravados com os músicos, António Neto (viola), Marino de Freitas (baixo acústico) e Mário Pacheco (Guitarra Portuguesa). Nalguns temas, regista-se a participação dos convidados Fernando Araújo (baixo e guitarra), Quiné (percussões), Miguel Gonçalves (trompete e fliscórnio) e Davide Zaccaria (violoncelo).

 

NOTAS BIOGRÁFICAS

Nasceu em Moçambique há 29 anos, mas vive em Portugal desde os três. MARIZA contactou com o Fado directamente na Mouraria, onde cresceu. As suas primeiras impressões registam uma silhueta que cantava, transmissora de uma emoção que os seus poucos anos não poderiam definir, mas que lhe suscitou uma vontade  enorme de experimentar.  Assim, aos cinco anos aprendia letras através de autênticas bandas desenhadas feitas pelo pai e participava já, ocasionalmente, em sessões de Fado.  

Aos primeiros contactos de infância, sucedeu-se a natural incursão noutros géneros musicais própria da ânsia de experimentação da adolescência. Cantou Gospel, Soul e Jazz, Bossa Nova…

Na sua estadia de cinco meses no Brasil, no ano de 1996, MARIZA revisitou o prazer de cantar Fado. Impôs-se a primeira paixão e quando se apresentou no Canadá, dois anos depois, foi já como fadista. Em 1999, a atenção do grande público foi despertada pela sua participação nas homenagens a Amália Rodrigues, nos Coliseus de Lisboa e Porto, transmitidas em directo pela TVI: voz,  relação com o palco, magnetismo e  imagem (cabeleireiro Eduardo Beauté, e o costureiro João Rôlo) despoletaram convites para participações em programas de televisão, com destaque para a transmissão do espectáculo a propósito da visita do Papa João Paulo II; o programa HermanSic, convidou-a a interpretar “Povo que Lavas no Rio”, na presença de Sting. 

Em 2001 lançou o seu primeiro CD “Fado em Mim”. Inicialmente perspectivado como uma edição privada, e produzido por Jorge Fernando, viria a ser editado em 32 países pela editora holandesa World Connection, com distribuição em Portugal da EMI-VC.    

PRÉMIOS

A maior revelação do Fado dos últimos anos, alcançou o galardão PLATINA, com  mais de 40.000 cópias vendidas em Portugal até ao momento do seu primeiro CD “Fado em Mim”.

Distinguida com o prémio da crítica alemã na categoria de melhor CD de Música Tradicional, Étnica, Folk e Worldmusic 2001- Deutscheschalplatten Kritik, foi-lhe também atribuído o prémio para melhor actuação do Festival d’Été de Quebec (Premier Award-most outstanding performance.)

Acaba de receber o prémio Melhor Artista da Europa de World Music, atribuído pela BBC Radio 3. A cerimónia de entrega dos galardões decorreu no dia 24 de Março no Teatro Ocean, em Hackney, Londres.  

PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS-MEDIA

MARIZA foi a primeira presença portuguesa no programa da BBC “Later with Jools Holland”, tendo posteriormente sido seleccionada para integrar o DVD “The Best of Jools Holland” que integra 30 das cerca de 3000 actuações registadas no programa semanal, com dez anos de existência.

Abre a colectânea World 2002 (EMI/Virgin), com os melhores da World Music, seleccionados por votação do público.

Foi convidada pelo Instituto Camões e pela organização do Mundial de Futebol em Seoul, a interpretar o Hino Nacional no início do jogo da selecção de Portugal com a selecção da Coreia.

Amplamente reconhecida pela imprensa nacional, conquistou a internacional, com críticas e menções entusiásticas em publicações como a Billboard, Washington Post, NY Times, LA Times, Boston Globe, Evening Standard (UK), The Times, The Guardian, The Independent, entre outros. Foi capa das revistas Oye Listen, Folk Roots.

Participou em inúmeros programas de rádio nacionais e internacionais, com destaque para a emissão de 30º aniversário do programa “The Sound of City” da BBC London, e a transmissão ao vivo c/ John Scofield para 250 rádios norte-americanas.  

ESPECTÁCULOS 2002

Actuou no Summer Stage do Central Park de N.Y perante cerca de 10.000 pessoas; no mítico Hollywood Bowl, espectáculo Global Divas III integrado no KCRW’s World Festival, com Mahotella Queens e Lauryn Hill perante um auditório de  17.000 pessoas; no Festival Internacional de Jazz de Montreal assistiram ao espectáculo 8.000 pessoas. Actuou ainda no Grande Auditório do Performing Arts Center de New Jersey, com Susana Baca. A convite, participou no Festival Womad 2002 (organização da Real World de Peter Gabriel), em Reading, Reino Unido. De regresso a Londres a 24 de Novembro, esgotou com dois meses de antecedência o Purcell Room de The Royal Festival Hall, onde actuou no âmbito do Festival Atlantic Waves.

Ao longo do ano 2002, actuou em Madrid, Sevilha, Tui, Valladolid, Zaragoza, Bilbao; Bergen (Noruega); Berlim, Hamburgo, Munique, Nuremberga, Bona, Passau, Mainz, Essen (Festival Womex); Londres, Reading (Festival Womad); Roma, Veneza, Terni, Trentino, Rovigo, Chiasso, Rimini; Amesterdão, Roterdão, Alkmaar, Breda, Zoetermeer, Leiden, Dordrecht, Gouda, Hooffddorp, Tiburg; Bruxelas, Tourhout; Paris, Lyon; Montreal, Quebeque, Toronto; Nova Iorque, Chicago,  Washington, Los Angeles, San Francisco, Boston, San José, New Jersey, Charleston.

Em Portugal, realizou várias dezenas de espectáculos por todo o país, com destaque para as produções de dia 27 de Setembro no Porto, Rivoli Teatro Municipal e 1 de Outubro no Grande Auditório do CCB, em Lisboa -salas esgotadas.

ESPECTÁCULOS 2003

Em Portugal, MARIZA tem cerca de duas dezenas de espectáculos agendados, incluindo Lisboa: CCB, 10 e 11 de Novembro, Porto: Rivoli, 14 e 15 de Novembro.     

A tournée pelo Reino Unido, saldou-se por um sucesso absoluto, com todas as salas esgotadas, incluindo o Queen Elizabeth Hall (17 e 20 de Fevereiro). A imprensa britânica (The Times, Time, The Observer, The Guardian, The Independent, etc.) produziu críticas entusiásticas aos espectáculos. No dia 22 de Março apresentou no Union Chapel, em Londres um espectáculo gravado para a BBC 4. A 27 de Outubro apresentar-se-à no Royal festival Hall, também em Londres.  Actuou em cinco cidades espanholas em Março; em Março-Abril concretiza tournée de seis espectáculios na Holanda e quatro na Bélgica; Maio: sete espectáculos nos Estados Unidos e dois no Canadá, e ainda Frankfurt; Junho: Amesterdão, nove espectáculos na Alemanha e um em Viena. Regressará a Espanha em Julho para mais cinco espectáculos e aos Estados Unidos e Canadá. Em Agosto, após uma mini-tournée em Portugal a juntar aos vários espectáculos que realizará no país ao longo do ano, irá a Helsínquia. Em Setembro, fará tournée de 10 espectáculos na Noruega e um espectáculo em Estocolmo. Outubro é o mês de tournée em França e Novembro regista os espectáculos de Lisboa e Porto, bem como o  regresso à Alemanha para novo período de tournée, com passagem por Zurique. Em Dezembro realiza dois espectáculos no Théâtre de La Ville, em Paris, e uma apresentação em Maputo.   

MARIZA, apresentar-se-à em salas como a Alte Opera, de Frankfurt, o Town Hall de Nova Iorque, ou o Théâtre de La Ville, em Paris, destacáveis entre os prestigiados recintos onde se apresentará por todo o mundo.  

CIDADES DO MUNDO 2003

UK: Manchester, Coventry, Basingstoke, Londres, Dublin, Belfast, Bristol, Gateshead, Edinburgo; Holanda: Amesterdão, , Utrecht, Hilversum, Groningen, Maastricht, Arnhem; Bélgica: Antuérpia,  Bruges, Turnhout, Roeselaeren; Wroclaw (Polónia); Espanha: Córdova, Valencia, La Coruña, Murcia, Salamanca, Tudela, Jimena La Frontera, Madrid; Canadá: Montreal, Toronto, Otava, Vancouver; E.U.A.: Nova Iorque (Town Hall), Miami, Boston, Minneapolis, Chicago, Salt Lake, Los Angeles (House of Blues, Sunset Boulevard, West Hollywood), Washington D.C., Filadélfia, Cleveland, Santa Fe, San Diego, Edmonton, San Francisco; Alemanha: Frankfurt (Alte Opera), Bona, Wurselen, Kassel, Hannover, Regenburg, Lorrach, Ulm, Ludwigsburg, Berlin, Hamburg, Stuttgart, Munique, Kon; Viena (Áustria); Helsínquia (Finlândia); Estocolmo (Suécia); Noruega: Tromsoe, Bodo, Trondheim, Lillehammer, Vaga, Oslo, Drammen,Toensberg, Skien, Frederikstad; França: Paris (Théâtre de La Ville), Marly Le Roy, Villeneuve Sur Lot, Langon, Villefranche, Macon, Annecy, Angoulême; Maputo (Moçambique); Zurique (Suíça).

Departamento de Promoção da EMI – Valentim de Carvalho / Março de 2003



© Instituto Camões, 2003